É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Aposta na captação de formandos dos PALOP

Quarta-Feira, dia 19 de Junho de 2013

O secretário regional do Turismo e Transportes afirma que a Escola de Formação de Marítimos dos Açores, a instalar na cidade da Horta, vai apostar na captação de formandos “não só da Região mas também de outras paragens, nomeadamente dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP)”.

Vítor Fraga, que falava aos jornalistas no final de uma visita às instalações da antiga Estação Radionaval da Horta, onde será instalada a nova escola, considerou o projecto de “extrema importância” para o Faial e para a Região, na medida em que “vai contribuir activamente para a afirmação da vocação marítima dos Açores, quer no contexto europeu, quer no contexto internacional”.

“Temos aqui boas condições e uma boa base de trabalho” para se lançar um projecto marcante, afirmou Vítor Fraga, adiantando que este projecto irá assentar sobretudo na requalificação das infra-estruturas onde funcionou até Janeiro a Estação Radionaval da Horta.

Para o secretário regional, o espaço possui “condições tanto para a parte pedagógica, para a parte lectiva, como também para a parte de alojamento”.

Vítor Fraga salientou que, ao abrigo de um protocolo celebrado com o Ministério da Defesa, as instalações que foram utilizadas pela extinta Estação Radionaval da Horta passarão para a Região “no momento em que a infra-estrutura que está a ser criada em S. Miguel esteja concluída”.

“Estamos a tratar da parte legislativa para a formação da escola, seguir-se-á a constituição de uma comissão instaladora para a mesma, e, a partir daí, passaremos para a parte das infra-estruturas, sendo que ao nível pedagógico e dos cursos curriculares que aqui serão ministrados esse trabalho já está a ser desenvolvido”, frisou.

Para Vítor Fraga, este é “um projecto estruturante” para a economia do Faial e dos Açores, uma vez que permitirá “formar pessoas em várias áreas no domínio do Mar, em profissões em que hoje há carência no mercado, possibilitando assim que a Região fique bem dotada de meios humanos para os grandes desafios que o futuro apresenta a este nível”.

O secretário regional referiu que esta é também “uma aposta muito importante ao nível da União Europeia”, razão pela qual “há que potenciar e tirar o maior partido" daquilo que os Açores possuem, do conhecimento e da tradição da Região.

Relativamente ao custo do investimento, Vítor Fraga disse ser “prematuro” avançar com números, mas referiu que o Governo espera poder contar com financiamento comunitário, já que o projecto enquadra-se “perfeitamente” naquilo que a Europa define para o próximo Quadro Comunitário de Apoio 2014/2020.

“Neste momento, o importante é desenvolver a formação da escola e, por outro lado, elaborar os projectos de requalificação dos edifícios", afirmou, acrescentando, no entanto, que "o mais importante deste projecto não tem a ver com construção civil, nem com betão. Tem a ver com a essência, que é formar pessoas”.

 

 

 

 

 

Fonte: Jornal Diário,

http://www.jornaldiario.com/ver_noticia.php?id=45529&d=1




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados