É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Turismo rural dos Açores é "altamente qualificado"

Quinta-Feira, dia 21 de Novembro de 2013

O turismo rural constitui uma alternativa "altamente qualificada" ao turismo em espaço hoteleiro nos Açores, considerou ontem Gilberto Vieira, presidente das Casas Açorianas, no seminário "Arquitetura e Turismo", que está ainda a decorrer em Ponta Delgada.

De acordo com o responsável, que apresentou a comunicação "Turismo em espaço rural: resposta ao turismo de massas?", as Casas Açorianas são capazes de ir ao encontro das novas exigências, nomeadamente ao nível da qualidade de vida, ambiental e paisagística, da originalidade, da autenticidade, do atendimento personalizado, do contato direto com os modos de vida locais e com a gastronomia de raiz ancestral.

"Um conjunto de experiências e emoções que, dificilmente, são proporcionadas por um alojamento clássico em espaço hoteleiro, são as motivações de um crescente número de turistas", sublinhou.

Gilberto Vieira considerou ainda que a Região tem potencial nesta área, porque a oferta é, frisou, arrebatadora.
"Os Açores têm condições naturais, culturais, etnográficas e intrínsecas que, à partida, potenciam uma aposta de êxito neste segmento tão específico do turismo, em espaços rurais únicos, que cada vez mais se afirma a nível mundial", avançou.

O presidente das Casas Açorianas, que reconhece que a Região não tem turismo de massas, alertou, ainda assim, para os perigos das "tentações de encher hotéis a todo o custo".
"Se, por absurdo, esta região insular, com ecossistemas exuberantes mas altamente vulneráveis, viesse a sofrer o stress que o turismo massificado provoca em inúmeros destinos à escala global, seria, em poucos anos, a "morte da galinha dos ovos de ouro", não só no que à atividade turística diz respeito, mas também no desgaste acentuado da qualidade do meio ambiente em que nos movemos e, consequentemente, da nossa qualidade de vida", disse, adiantando que é possível, contudo, trabalhar, em simultâneo, o segmento do turismo hoteleiro e do turismo em espaço rural, sem qualquer conflitualidade.
Segundo Gilberto Vieira, o turismo em espaço rural nos Açores vai continuar a ganhar espaço, enquanto não se adulterar as riquezas genuínas da Região.

O responsável referiu ainda a necessidade de oferecer um produto de referência nos Açores.
"Atrair turistas é essencial, mas não é tudo: uma vez em nossas casas, os nossos hóspedes têm que sentir que fazem parte de uma família que os trata bem e lhes mostra quem verdadeiramente somos, não só por interesse económico, mas porque somos mesmo assim. Regressando a casa, satisfeitos, vão decerto, ser o nosso melhor veículo de promoção, por via oral ou por comunicação internética,

elatando, com entusiasmo, o que viram e sentiram por estas bandas", sustentou.

O seminário "Arquitetura e Turismo" termina hoje com a discussão de temas como "Que futuro para o turismo dos Açores?", apresentado por Catarina Varão, da General Manager Th2 - Consultadoria.

 

Fonte: Diário Insular

http://www.diarioinsular.com/version/1.1/r16/?cmd=noticia&id=55598




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados