É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Açores recebe Festa de Antropologia Cinema e Arte

Terça-Feira, dia 14 de Outubro de 2014

<p>Realiza-se de 15 e 19 de outubro, em Ponta Delgada, a Extens&atilde;o A&ccedil;ores da Festa de Antropologia Cinema e Arte (FACA).</p> <p>Esta iniciativa do N&uacute;cleo de Antropologia Visual e Arte do Centro em Rede de Investiga&ccedil;&atilde;o em Antropologia (CRIA) &eacute; uma aposta na converg&ecirc;ncia de duas esferas, a do cinema, com uma mostra de filmes que exploram os mundos da antropologia visual, e o da arte, com o desenvolvimento de uma tem&aacute;tica espec&iacute;fica sobre dispositivos sonoros imersivos.</p> <p>A Extens&atilde;o A&ccedil;ores da FACA vai centrar-se na esfera do cinema e decorrer&aacute; nos meses de outubro e novembro nas ilhas de S. Miguel, Faial e Pico.</p> <p>Em S. Miguel a sess&atilde;o de abertura decorre quarta-feira, 15 de outubro, pelas 18h00, no N&uacute;cleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado, com a exibi&ccedil;&atilde;o de &ldquo;N&atilde;o s&atilde;o favas, s&atilde;o feijocas&rdquo;, de T&acirc;nia Dinis, sobre o conflito geracional entre pessoas que vivem no campo, &ldquo;Alto do Minho&rdquo;, de Miguel Filgueiras, que aborda as romarias desta regi&atilde;o do norte do pa&iacute;s, e &ldquo;Monte Pedral&rdquo;, de Marcley de Aquino, cujo cen&aacute;rio &eacute; a cria&ccedil;&atilde;o de gado bovino no sert&atilde;o nordestino.</p> <p>No dia seguinte, tamb&eacute;m pelas 18h00, no 9500 Cine Clube, no Centro Comercial Sol Mar, ser&aacute; exibido &ldquo;Amanhecer a andar&rdquo;, de S&iacute;lvia Firmino, que retrata o percurso de tr&ecirc;s vidas, enquanto a 17 de outubro, pelas 18h00, no N&uacute;cleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado, ter&aacute; lugar a exibi&ccedil;&atilde;o de &ldquo;Pabia di Aos&rdquo;, de Catarina Laranjeiro, sobre as mem&oacute;rias dos que aderiram ao movimento de liberta&ccedil;&atilde;o e dos que lutaram no ex&eacute;rcito colonial na Guin&eacute;-Bissau, quatro d&eacute;cadas depois da guerra.</p> <p>A 18 de outubro, pelas 17h30, no Cine Miramar, ser&aacute; apresentado &ldquo;Meu Pescador, Meu Velho&rdquo;, da autoria de Amaya Sumpsi, que aborda a transforma&ccedil;&atilde;o da paisagem da comunidade de Porto Formoso desde que, na noite de Carnaval de 2005, uma grande onda atingiu o seu pequeno porto, destruindo as embarca&ccedil;&otilde;es dos mestres Am&eacute;rico e Eir&oacute;.</p> <p>Nesta sess&atilde;o, ser&aacute; tamb&eacute;m exibido &ldquo;Lazareto&rdquo;, de Diogo Allen, que aborda a vida numa comunidade cigana num bairro no interior do pa&iacute;s.</p> <p>Este festival encerra a 19 de outubro, pelas 17h00, na Biblioteca P&uacute;blica e Arquivo Regional de Ponta Delgada, com a exibi&ccedil;&atilde;o de &ldquo;T&atilde;o perto do sil&ecirc;ncio&rdquo;, de Arlindo Horta, que acompanha o quotidiano de um grupo de teatro composto e dinamizado por refugiados e requerentes de asilo em Portugal.</p> <p>Mais informa&ccedil;&otilde;es est&atilde;o dispon&iacute;veis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturA&ccedil;ores, no endere&ccedil;o eletr&oacute;nico www.culturacores.azores.gov.pt.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Fonte: A&ccedil;ores 24Horas</p> <p>http://www.acores24horas.pt/arquivo/64254</p>




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados