É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Gastronomia “pode e deve” assumir um papel fundamental como produto turístico – Vitor Fraga

Segunda-Feira, dia 20 de Outubro de 2014

 

Foi hoje apresentada em Ponta Delgada a oitava edição do ‘Açores Gastronomia Viva’, que decorrerá nos dias 7 e 8 de novembro no Restaurante Anfiteatro, uma organização da Escola de Formação Turística e Hoteleira, que visa destacar e valorizar os produtos e sabores da Região numa perspetiva contemporânea.

Este ano, o ‘Açores Gastronomia Viva’ conta com uma edição mais alargada e num formato diferente. Aos chefs residentes da Escola/Restaurante Anfiteatro, Sandro Meireles e Pedro Oliveira, juntam-se os amigos Vítor Matos (Casa da Calçada, *Michelin), Miguel Laffan (L’And Vineyards, *Michelin), André Silva (Casa da Calçada/Chefe Cozinheiro do Ano 2013) e Alexandre Ferreira (Escola de Hotelaria e Turismo de Lamego).

Neste dois dias, os seis chefs, em conjunto, irão preparar dois menus de degustação diferentes, para dar a provar os Açores em dois jantares irrepetíveis.

Durante a apresentação, o Secretário Regional do Turismo e Transportes apelou à conjugação de esforços entre parceiros do setor turístico para a promoção da gastronomia regional, através da realização de iniciativas que permitam afirmar este produto na oferta do setor.

Para Vítor Fraga, a gastronomia “pode e deve” assumir um papel fundamental como produto turístico capaz de atrair fluxos e, simultaneamente, complementar a diversificada oferta de produtos de natureza já existente nos Açores, considerando que é fundamental “estruturar uma oferta ao nível dos produtos turísticos que potencie ao máximo esta situação e que incorpore valor na cadeia do turismo”. “Um pouco por todo o mundo, o turismo gastronómico tem vindo a desenvolver-se a um ritmo acelerado e os Açores não podem ficar para trás”, salientou o Secretário Regional, acrescentando que “o desenvolvimento da gastronomia tem impacto económico direto no setor primário e um enorme potencial de promoção”.

Certo de que a “Região tem um enorme potencial como destino gastronómico, dispondo de produtos de excelência, de diversidade entre ilhas e de um leque de opções extraordinário para os chefes e barmen”, o governante anunciou que o ‘Açores Gastronomia Viva’ passará a ter, a partir do próximo ano, uma escala regional, num modelo descentralizado, dando assim um importante passo rumo a um patamar superior, no campo da oferta de animação turística na área gastronómica”, revelou.

 

Fonte:Açores 24Horas

http://www.acores24horas.pt/arquivo/64394

Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados