É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Comemorações dos 25 anos da elevação de Angra a Património Mundial

Sexta-Feira, dia 15 de Fevereiro de 2008

“Um vasto leque de actividades culturais, desportivas e festivas”- assim resumiu inicialmente o Presidente da edilidade angrense, o programa comemorativo dos  25 anos da elevação de Angra do Heroísmo a Património Mundial que se celebra este ano.  Um galardão tanto mais honroso pelo facto de termos sido “a primeira cidade portuguesa a entrar na selecta galeria das urbes, Património da Humanidade”, lembrou José Pedro Cardoso, na conferência de imprensa conjunta desta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a que esteve presente o Director Regional da Cultura e a Presidente das Sanjoaninas 2008, parceiros privilegiados destas celebrações que vão ter o seu clímax a 7 de Dezembro, data da elevação de Angra.

De facto pretende-se que estas celebrações sejam amplamente participadas e que, os angrenses as tornem suas. Assim, além do Governo Regional dos Açores, através da Direcção Regional da Cultura, da Comissão das Sanjoaninas, do Instituto Açoreano de Cultura e da Câmara do Comércio de Angra, José Pedro Cardoso espera ainda o envolvimento de “muitos outros membros da sociedade civil”, disse.

Da vasta programação o autarca deu a conhecer vários eventos da iniciativa da edilidade, entre os quais “constam várias palestras, colóquios, conferências, exposições e um Congresso Internacional” para os quais conta “com a presença de especialistas de renome, nas variadas vertentes”, dando igual ênfase aos eventos da iniciativa dos vários parceiros. Um vasto conjunto de iniciativas abrangendo também a edição e lançamento de obras, o recurso às novas tecnologias, a participação da sociedade civil, e um vasto programa cultural do qual José Pedro Cardoso destacou o convite feito ao músico terceirense Carlos Alberto Moniz para compor um trecho musical alusivo à memória desta cidade.

Celebrar a História

Projectar o Futuro

Por seu turno o Director Regional da Cultura, Dr. Vasco Pereira da Costa, falou com regozijo da natural associação da Direcção Regional a que preside a este programa comemorativo encabeçado pelo município de Angra,, até porque, lembrou, esta “tem competências na salvaguarda e preservação do Património, e, por maioria de razão na cidade de Angra do Heroísmo”. Razões mais do que suficientes a que acresce “a relação de proximidade e de entendimento com a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo” para esta parceria: “Não poderíamos ficar alheios a estas comemorações!”- enfatizou.

Vasco Pereira da Costa ilustrou esse empenho dando conta da integração de todas as instituições dependentes da Direcção Regional no vasto programa agora apresentado, entre as quais o Museu de Angra – “que está a requalificar a sua exposição permanente”, ou a Biblioteca Pública e Arquivo de AH.

De entre as iniciativas da Direcção Regional da Cultura o governante deu destaque aos concursos de arte infantil e juvenil, previstos para finais de Maio, à edição de obras, entre as quais Os Bravos do Mindelo – “obra facsimilada de um exemplar de Vitorino Nemésio que integra as suas anotações originais”, e à instalação de um binóculo digital no monumento da Memória. Tudo para que se celebre a História de Angra, mas de uma forma actual já que, como vincou o governante se “Angra vive da sua História”, agora o seu principal desafio é ter “de projectar o futuro”.

 

Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados