É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Concurso promove novos valores da literatura nos Açores

Domingo, dia 29 de Maio de 2016

O concurso "Letras em Movimento", cujos resultados da segunda edição são conhecidos na terça-feira, visa promover novos valores da literatura produzida nos Açores.

“O nosso principal objetivo com este concurso literário é conseguir descobrir novos talentos que estão muitas vezes ‘arrumados’ por falta de confiança ou porque não têm oportunidade de se mostrarem”, declarou à Lusa Patrícia Carreiro, do projeto Escreviver, que promove a iniciativa em parceria com a associação Ilhas em Movimento.

A associação, criada em 2008, visa contribuir para a discussão de assuntos de natureza económica, política e social, enquanto o Escreviver é um projeto de escrita criativa que desenvolve ‘workshops’, cursos e ateliês para todas as idades.

Patrícia Carreiro referiu que outra das metas do concurso é “perceber até onde” há, de facto, “literatura de qualidade nos Açores”, acrescentando, por outro lado, que se pretende “levar a escrita açoriana mais longe, fomentar e consolidar hábitos de escrita e de leitura e promover a criatividade e a imaginação”.

A responsável disse que na primeira edição do concurso, em 2010, surgiram trabalhos literários “muito interessantes” em termos de qualidade e houve um maior número de concorrentes (que não especificou) do que nesta segunda edição.

A escritora explicou que o concurso se destina a todos os interessados com residência nos Açores, assim como aos naturais da região que se encontram no exterior, podendo concorrer pessoas desde os 16 anos.

O prémio contempla candidaturas em formato de poesia e prosa e o júri é constituído por Madalena San-Bento, professora e escritora, Joel Neto, jornalista e escritor, e Luís Almeida, gerente da Bertrand em Ponta Delgada.

Os critérios de apreciação são criatividade, inovação, qualidade literária, organização, coerência e coesão do texto. A obra deve ter como cenário o arquipélago dos Açores e o vencedor vai ter a oportunidade de ver a sua obra publicada numa editora açoriana, referiu Patrícia Carreiro.

Na primeira edição do concurso a obra vencedora foi “Bom Tempo no Canal”, de Almeida Maia, que aborda questões relacionadas com as energias renováveis e com a liberalização dos mercados energéticos, em forma de ficção.

 

Fonte: Açoriano Oriental

http://www.acorianooriental.pt/noticia/concurso-promove-novos-valores-da-literatura-nos-acores

 

Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados