É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Casa Manuel de Arriaga é inaugurada sábado na Horta

Quarta-Feira, dia 16 de Novembro de 2011

A Casa Manuel de Arriaga, na Horta, Açores, onde nasceu o primeiro presidente da República Portuguesa, será inaugurada no sábado depois de concluídas as obras de reabilitação que permitiram a instalação de um espaço de interpretação dos ideais republicanos.

O Solar dos Arriagas foi construído na primeira metade do século XIX, tendo ali nascido e vivido até aos 18 anos Manuel José de Arriaga Brum da Silveira, que se tornou em 1911 o primeiro presidente da República Portuguesa.

O edifício, que será inaugurado pelo presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, acolhe um espaço evocativo da memória de Manuel de Arriaga, assumindo-se também como um local de reflexão sobre os ideais republicanos e de sensibilização para os valores da cidadania.

A Casa de Manuel de Arriaga inclui uma exposição de longa duração que retrata o percurso histórico e biográfico do primeiro presidente da República Portuguesa, desde meados do século XIX até às duas primeiras décadas do século XX.

Na abertura deste espaço será também inaugurada a exposição temporária denominada `Narrativa do nosso universo pintado`, dedicada à temática da condição humana, composta por três dezenas de telas a óleo.

O antigo solar, além dos espaços de exposição, disponibiliza documentação em formato digital e possui uma biblioteca e equipamentos audiovisuais.

Manuel de Arriaga nasceu a 8 de julho de 1840, tendo sido professor, advogado, escritor e poeta, exercendo ainda, entre outros, os cargos de Procurador da República e Reitor da Universidade de Coimbra.

Em finais de agosto de 1911, por proposta de António José de Almeida, foi eleito Presidente da República, o primeiro da História de Portugal, batendo na eleição Bernardino Machado.

O seu mandato decorreu num período político muito conturbado, durante o qual empossou seis governos, tendo sido obrigado a resignar em finais de maio de 1915, abandonando o Palácio de Belém escoltado pelas forças de segurança.

Manuel de Arriaga morreu quase dois anos mais tarde, a 5 de março de 1917, com 77 anos, encontrando-se o seu corpo no Panteão Nacional, em Lisboa.

Fonte: RTP, 16-11-2011

http://www.rtp.pt/noticias/?t=Casa-Manuel-de-Arriaga-e-inaugurada-sabado-na-Horta.rtp&article=500105&visual=3&layout=10&tm=4




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados