É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Mar, lazer e aventura na inauguração da Nauticampo 2012

Quinta-Feira, dia 09 de Fevereiro de 2012

Iniciativa com grande tradição por terras lusas e também além-fronteiras, a Nauticampo 2012 deu-se a conhecer ao público no dia de ontem, 08 de Fevereiro, no espaço já habitual da FIL, no Parque das Nações. Promovida pelo AIP – Feiras, Congressos e Eventos, o evento surge este ano restringido aos Pavilhões 1 e 2 da Feira Internacional de Lisboa, onde é possível apreciar as últimas tendências da navegação de recreio, caravanismo e piscinas e até entrar numa viagem pela emoção do desporto e da aventura.

Mas ainda antes da abertura de portas do salão internacional, o Centro de Reuniões da FIL recebeu desde as 09:00 o primeiro dia do ciclo de conferências e debates promovido pelo Fórum Empresarial da Economia e do Mar (FEEM) em parceria com a Oceano XXI, AIP/FIL, Turismo de Portugal e do Gabinete do Secretário de Estado do Mar com o título de “Promoção da Náutica em Portugal”.

Foi exactamente pegando na temática da náutica que esta primeira sessão de exposições decorreu em jeito de “Seminário sobre o desenvolvimento económico e cultura marítima”. Depois do discurso de boas-vindas protagonizado pelo Secretário-Geral da FEEN Eng. Fernando Ribeiro e Castro, a manhã decorreu com uma sequência de apresentações de responsáveis por projectos relativos à aproximação e aumento de interesse das populações pelas temáticas do mar, aliados a algumas outras exposições que assentaram na questão do aproveitamento e promoção das potencialidades náuticas nacionais para o exterior.

Já depois da pausa para almoço deu-se continuidade às intervenções, agora muito centradas em questões técnicas relativas à legislação e regulamentação da actividade marítima. Por volta das 16:00, o recém-empossado Director-Geral das Políticas do Mar Comandante Fonseca Ribeiro, o Coordenador Executivo da Oceano XXI Rui Azevedo e ainda o Presidente da Câmara Municipal de Peniche António José Correia constituíram o painel final que apresentou as conclusões deste primeiro dia de conferência e que, logo de seguida, se dirigiu em grupo para a exposição principal com o intuito efectuar a tradicional ronda inaugural pelos dois pavilhões constituintes da Nauticampo 2012.

Foi por esta altura que António José Correia, Presidente da Câmara de Peniche presente no local na qualidade de Director da Oceano XXI, prestou algumas declarações ao Hardmusica. Defendendo a ideia de que “os municípios tendem a encontrar novos caminhos para o mar” sendo que “o envolvimento das comunidades é que pode ser diferenciado”, António Correia destaca a importância das “iniciativas empresariais de jovens empreendedores que já estando na fileira sócio-economica da onda desenvolvem as suas actividades”.
 Quanto às dificuldades que o país atravessa, o autarca admite que “os apoios públicos tendem a ser cada vez menores pelo que a sustentabilidade dos investimentos deve estar garantida para que não haja dependência de ajudas exteriores”. “Temos que mostrar através de um trabalho conjunto que o mar é um espaço de realização e de projecção de Portugal”, acrescentou.

No que toca à exposição em si, o visitante encontra logo à entrada do Pavilhão 1 um vasto conjunto de auto-caravanas e barcos de encher o olho. Mais à frente existe a secção das piscinas, do campismo e de todo uma série de propostas mais ou menos originais de instrumentos e serviços para a boa prática do turismo ao ar livre, seja ele em mar ou em terra.

Nos intervalos da beleza de tantos veículos e equipamentos topo de gama, encontram-se algumas bancadas de regiões que vêm dar a conhecer as qualidades turísticas que podem oferecer a todos os interessados. Presente no sector dos Açores na qualidade de Delegado de Turismo de S. Miguel, Pedro Arruda confessou ao Hardmusica que “apesar das receitas hoteleiras da região terem diminuído no último ano de 2011 o número de turistas manteve-se”.

Afirmando que a criação de voos “low cost” do continente para os Açores não é neste momento viável em função do “objectivo de proteger e defender os interesses e as necessidades da população residente”, Pedro Arruda confirma uma “aposta muito grande do arquipélago na conquista do mercado externo”, muito através da “abertura de novas rotas já em 2012 na SATA, uma para Copenhaga e outra para Munique”.

O Pavilhão 2 é dedicado à aventura e ao desporto, com a presença de vários espaços de recreação onde os visitantes podem fazer um pouco de exercício físico num ambiente invulgar.

 A Nauticampo 2012 decorre na FIL até ao próximo dia 12 de Fevereiro e o custo de entrada situa-se nos cinco euros.

 

 

 

 

 

Fonte: HARDMUSICA,

http://hardmusica.pt/noticia_detalhe.php?cd_noticia=11920




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados