É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Região quer ter mais turistas ao longo deste ano

Sexta-Feira, dia 11 de Março de 2011

A Bolsa de Turismo de Lisboa voltou a contar com participação açoriana. Localizado no pavilhão um da FIL, o Stand Açores foi uma ponto de paragem obrigatória para visitantes e operadores
A capital portuguesa recebeu, entre os passados dias 23 e 27 de Fevereiro, mais uma edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL). O maior e mais importante certame do sector turístico, que se realiza no País, voltou a contar com a participação dos Açores, através dos vários municípios, das associações de turismo e do Governo Regional. Localizado no pavilhão um da FIL, o stand Açores transformou-se num ponto de convergência para os visitantes e operadores turísticos. Mantendo a dimensão do ano transacto, ao contrário do que aconteceu com alguns espaços de outras regiões, o stand serviu para apresentar as campanhas do turismo açoriano em curso, bem como para os empresários açorianos desenvolverem os seus contactos.
A reportagem do expressodasnove.pt, que esteve presente na BTL durante três dias, auscultou as opiniões de alguns agentes regionais ligados ao sector, sendo que os seus estados de espírito se foram alterando ao longo da feira.
Inicialmente, as expectativas eram bastante elevadas. "Este certame é particularmente importante. Ao longo de cinco dias, mas principalmente nos primeiros três - altura em que a feira só se encontra aberta para os profissionais ligados ao sector - existe a oportunidade concreta de realizarmos alguns contactos, alguns dos quais que, depois, se transformaram em negócios. Este é o momento de apresentarmos aquilo que temos para oferecer. Campanhas, festividades, novos produtos de animação turística, enfim uma enorme panóplia de actividades e situações que a Região tem de melhor", dizia-nos um empresário ligado à animação turística.
"Quem não aparece, esquece", afirmava, por outro lado, um agente ligado ao serviço de rent-a-car, realçando que "de pouco serve virmos com expectativas extremamente elevadas. A actual conjuntura económica não é propriamente favorável para a realização de negócios de milhões. No entanto, há que lutar contra este momento menos positivo, contactar potenciais interessados nos nossos serviços e aguardar que estes mesmos contactos se concretizem em negócios concretos no futuro", realçava.
Com o decorrer dos dias, e dos contactos, enquanto as expectativas de alguns se revelavam positivas, para outros a Bolsa de Turismo de Lisboa não corria particularmente bem. "Estive cá, pela primeira vez, o ano passado. Pela forma como as coisas correram, resolvi voltar e a verdade é que não posso dizer que esteja satisfeito. Tenho feito alguns contactos, muito menos do que o ano passado, e a verdade é que não regresso aos Açores com grandes motivos de satisfação. É verdade que às vezes mais vale 'dar um tiro' em cheio do que andar aos 'disparos constantes. Pode ser que algo se concretize, mas a verdade é que se pudesse regressava a casa mais cedo", sublinhava um empresário ligado à animação turística.
Entretanto, as agências de viagens que apostaram na venda de bilhetes durante a BTL, fazem um balanço muito positivo do evento, que dizem ter superado as suas expectativas, com a concretização de montantes de vendas expressivos.
Qualquer destas redes assinala que muitos clientes se apresentaram nos seus balcões prontos a concretizar as reservas e a sair da BTL já com as viagens marcadas e sinalizadas. A nível nacional, dizem os seus responsáveis, o destino Açores foi o mais procurado. Sentimentos e opiniões diferentes tinham, assim, os vários empresários presentes em mais uma edição da Bolsa de Turismo de Lisboa.
Sata apresenta nova parceria
Aproveitando a presença na Bolsa de Turismo de Lisboa, a transportadora aérea açoriana apresentou uma nova parceria, celebrada recentemente. Acompanhado pelo secretário regional da Economia, Vasco Cordeiro, e pelo embaixador do turismo dos Açores, Pedro Pauleta, o presidente do conselho de administração da Sata anunciou o acordo celebrado entre a companhia e a Aigle Azur, uma transportadora aérea francesa. A parceria insere-se na estratégia de reforço da rede e de aumento dos canais de distribuição da Sata e notoriedade do destino Açores. A assinatura deste Interline Electronic Ticketing Agreement, permite à Sata Internacional emitir bilhetes para os voos da Aigle Azur e vice-versa. Na ocasião, António Gomes de Menezes recordou que "este acordo representa mais um passo na promoção dos Açores e de captação de tráfego para a Região".

Fonte: Expresso das Nove, 11-03-2011
http://www.expressodasnove.pt/interiores.php?id=6631




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados