É necessário a instalação do Flash Player para conseguir visualizar correctamente esta página.
Clique aqui para mais informação.

Notícias

Património da Humanidade em Concurso de Interpretação

Terça-Feira, dia 16 de Outubro de 2012

“Angra Património Mundial – Interpretações da sua classificação” assim se intitula o concurso de expressão artística que a Câmara Municipal de Angra e a Associação Regional de Turismo – ART lançam até 30 de Novembro. A iniciativa visa a exposição e a eleição, via público, dos melhores trabalhos/projectos de artesanato tradicional e contemporâneo ao longo da segunda semana de Dezembro.

O concurso “Angra Património Mundial – Interpretações da sua classificação” pretende premiar as duas melhores peças de artesanato tradicional e contemporâneo que retratem as raízes e a identidade da cultura açoriana.

Lançado pela Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e pela Associação Regional de Turismo (ART), a iniciativa é dirigida a artistas e artesãos cujos trabalhos podem ser recepcionados até 30 de Novembro.

Antes do final do prazo, está prevista a realização de um encontro, a 3 Novembro no Centro Cultural e de Congressos de Angra, para esclarecimentos e orientações junto dos concorrentes e para a apreciação eventualmente de alguns trabalhos e/ou projectos. Um encontro que contará com a colaboração e aconselhamento do Instituto Histórico da Ilha Terceira.

A cerimónia de entrega dos prémios será realizada no dia 14 de Dezembro, pelas 18h00.

De acordo com o regulamento do concurso de expressão pelas artes “Angra Património Mundial – Interpretações da sua classificação” pretende-se obter “um conjunto de produções artesanais que remetam a toda a iconografia identificativa com o tema proposto”.

Na modalidade de “Artesanato Tradicional” serão consideradas “peças que fazem uso de património não autorado, isto é, de imagens conhecidas e reconhecidas por todos como tradicionais e que recorrem a tecnologias e modos de produção tradicionais. Refira-se que a produção tradicional sempre admitiu a manipulação da sua gramática decorativa, mas sempre remetendo para uma determinada matriz identitária, pelo que também são admissíveis nesta categoria peças que, embora recorrendo a essa matriz, não sejam necessariamente cópias fiéis de modelos tradicionais”.

Na segunda modalidade, referente a “Artesanato Contemporâneo” serão recebidas no concurso “peças que incorporam um design contemporâneo, tirando partido de uma interpretação mais ousada das temáticas e de uma utilização mais experimental das matérias-primas e das técnicas artesanais. Também as peças que, partindo de motivos e inspiração tradicionais, resultem numa estética inovada e francamente contemporânea são admitidas nesta categoria”.

Ao concurso poderão concorrer todos interessados (com idade igual ou superior a 16 anos e a residir em território nacional) com o máximo de três trabalhos, em ambas as modalidades (“Melhor peça de artesanato tradicional”; “Melhor peça de artesanato contemporâneo em que se inserem”), sendo aceites obras de autoria partilhada.

Mais de metade da peça/projecto terá, adverte o regulamento, de “corresponder a trabalho de manufactura”.

O júri do concurso “Angra Património Mundial – Interpretações da sua classificação” é constituído por todas as pessoas de idade igual ou superior a 16 anos de idade que se dirigirem ao local onde se encontram expostas as peças admitidas a concurso.

“Cada pessoa individualmente terá direito a um único voto, onde classificará por ordem de preferência três peças devidamente numeradas e identificadas. O período de votação é o compreendido entre os dias 7 a 13 de Dezembro de 2012”.

Os três melhores projectos/peças nas duas categorias serão premiados.

 

Fonte: A União

http://www.auniao.com/noticias/ver.php?id=29533

 




Quiosques de Turismo




Recomendar este sítio a um amigo Copyright © Via Oceânica 2008 - Todos os direitos reservados